Dicas e informação sobre a eletricidade.

Escrito por abracopel 29 de outubro de 2019 0 comentários visto 434 vezes

A taxa de mortes por choques elétricos atinge, em sua maioria, pessoas com idade entre 31-40 anos. Mas por que isso acontece? Por que essa faixa etária? Vamos explicar.

Falta de informação e desconhecimento

De acordo com o Anuário Estatístico da Abracopel, divulgado no início de 2019, 50% dos acidentes de origem elétrico aconteceram com jovens entre 21 e 40 anos. A falta de informação e o desconhecimento dos riscos faz com que estes jovens se arrisquem e acabem sofrendo acidentes elétricos que são, muitas vezes, fatais.

Pessoas se arriscam, colocam suas vidas em perigo por total desconhecimento ou falta de informação sobre a eletricidade. Acreditam ser uma “tarefa fácil”, onde basta “puxar alguns fios” para a eletricidade fluir. Bom, não é assim que as coisas acontecem.

Como a eletricidade pode matar?

Você pode pensar que um choque 10.000 volts pode ser mais mortal que o de 100volts, não é? Bem, isso não é verdade. A verdadeira medida da intensidade do choque está na quantidade de corrente (amperes) que passa forçada pelo corpo, e não na tensão. Qualquer dispositivo elétrico usado em um circuito de fiação da casa pode, sob certas condições, transmitir uma corrente fatal.

Embora qualquer quantidade de corrente acima de 10 miliamperes (0,01 A) seja capaz de produzir choque doloroso a grave, correntes entre 100 e 200 mA (0,1 a 0,2 A) são letais. Correntes acima de 200 mA (0,2 A), apesar de produzirem queimaduras graves e até a inconsciência, geralmente não causam morte se a vítima receber atenção imediata.

Como evitar os choques elétricos?

Antes de tudo, devemos lembrar que pessoas que não possuem conhecimento de eletricidade não devem se arriscar. É importante solicitar sempre a presença de um profissional qualificado e habilitado para executar o serviço.

A primeira regra para evitar um choque elétrico é desligar a energia, mas nem sempre é tão simples. Alguns equipamentos podem criar uma carga elétrica mesmo quando estão desligados. É importante saber como desligar aparelhos e equipamentos elétricos, para evitar choques que podem ocorrer mesmo quando você não estiver tocando em nenhuma fiação.

Com um multímetro, teste a energia no dispositivo ou equipamento depois de desligar o disjuntor.  Se ainda houver energia no dispositivo, não mexa, contate imediatamente um profissional.

Algumas dicas são essenciais para que você não tenha problemas com choques elétricos. São elas:

Dica #1. Nunca misture água e eletricidade. Mantenha sempre os aparelhos elétricos longe da água e da umidade.

Dica #2. Preste atenção nos seus equipamentos eletrônicos, quando um aparelho dispara, queima um fusível ou dá choques, não é apenas uma coincidência. Você precisa tomar medidas preventivas e ter cuidado com esses sinais.

Dica #3. Proteja as crianças com tampas de tomada. As tampas das tomadas impedem que bebês e crianças pequenas coloquem objetos nas tomadas.

Dica #4. Evite o uso de benjamins e extensões. Esses dispositivos podem parecer uma grande conveniência, mas também podem levar à uma sobrecarga de energia causando um curto-circuito e até mesmo um incêndio.

Dica #5. Cuidados com cabos elétricos. Antes de utilizá-los verifique se não estão quebrados ou com fios aparentes.

Essas são pequenas dicas que podem salvar vidas!

A Abracopel continua com sua missão de conscientizar a todos sobre os perigos da eletricidade. Vamos fazer com que o Brasil se torne uma referência em acidente zero com eletricidade. Participe da nossa causa. Associe-se.

Eletricidade é coisa séria, não brinque com a vida

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Próximos Eventos

  • Nenhum evento

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10