Alertamos, mas as fatalidades continuam acontecendo.

Escrito por abracopel 12 de março de 2019 0 comentários visto 107 vezes

É engraçado, mas parece que quanto mais alertamos, mais as barbaridades acontecem. É igual mãe que fala “leva o guarda-chuva por que vai chover”, e é claro que não levamos. Está um sol lindo do lado de fora, é óbvio que nenhuma gota de água vai cair.

Pois é meu amigo, praga de mãe pega e aquela chuva que Deus resolve mandar, molha tudo e mais um pouco.

Com as instalações elétricas acontecem a mesma coisa. Alertamos, mostramos em números, falamos, mas nunca ninguém nos ouve, até que um acidente acontece e logo vem a frase “eu sabia! ”. Se sabia por que não tomou cuidado?

Fatalidade no Nordeste.

Na semana passada, durante um evento de carnaval de rua, em uma cidade do Nordeste, um adolescente de 15 anos morreu devido a um choque elétrico.

De acordo com publicação do site Diário do Nordeste, o acidente foi ocasionado por um fio de poste que caiu, atingindo uma amiga da vítima, durante a comemoração de Carnaval. A moça sobreviveu, porém, o garoto, na tentativa de ajudá-la, acabou sendo eletrocutado também.

Várias mensagens foram deixadas nas redes sociais do rapaz, inclusive uma que dizia “… foi algo tão bobo, tão difícil de acontecer…”. Realmente, algo bobo, mas se o garoto soubesse que quando uma pessoa está envolvida em um choque elétrico, esta nunca deverá ser tocada por outra pessoa.

Neste caso, se a corrente elétrica não pode ser desligada, utilize um objeto não condutor para empurrar a vítima para longe da fonte, como uma vassoura, tapete ou capacho de borracha. Nunca encoste na vítima utilizando um objeto molhado ou metálico para retirá-la do local.

Dados estatísticos Abracopel

De acordo com os dados publicados no Anuário Estatístico da Abracopel, divulgado em 2018, no mês de fevereiro, época de maior pico de acidentes de origem elétrica devido ao Carnaval, foram registradas 78 ocorrências fatais.

O fato é que, a cada ano, ou as pessoas estão mais desatentas com os perigos que envolvem a eletricidade, ou agem com descaso, acreditando que nunca acontecerá com elas. Infelizmente, os números provam o contrário e, todos os meses, a contagem só aumenta.

O que mais é necessário para que as pessoas tomem consciência de quão perigosa é a eletricidade?

A Abracopel continuará divulgando seu trabalho de conscientização para os perigos de origem elétrica até que os números caiam. Queremos, e esperamos, que acidentes elétricos diminuam até se extinguirem por completo.

Siga a Abracopel nas redes sociais Facebook, Instagram, Linkedin, e fique informado sobre os eventos que acontecerão em sua cidade. Associe-se à nossa causa e garanta a sua segurança e de todos os seus familiares.

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10