Tudo muda. Será?

Escrito por abracopel 14 de setembro de 2018 0 comentários visto 66 vezes

Inúmeras são as transformações pelas quais já passamos e as mudanças estão incutidas em nossa vida desde que nascemos.

Mudamos de status (solteiro para casado), mudamos de casa, mudamos de emprego, mudamos de roupa. Enfim, mudamos.

Há mudanças também que servem para o crescimento e desenvolvimento do mundo como a mudança de energia hídrica para eólica e desta para a solar fotovoltaica; houve também a mudança de lâmpada incandescente para vapor de mercúrio, sódio, fluorescente e finalmente LED; e muitas outras mudanças ocorreram para aperfeiçoamento mundial.

A única coisa que ainda não se desenvolveu por completo foi a segurança dos trabalhadores do setor de elétrica e de todos aqueles que atuam diretamente com ela e com seus riscos.

 

Tipologia de acidentes elétricos no Brasil

São inúmeras as divulgações da mídia sobre a conscientização com a camada de ozônio, o derretimento das geleiras e o aumento significativo das marés. Presidentes e gestores de diversos países se reúnem para discutir sobre a diminuição das emissões de gás carbônico na atmosfera. Nas empresas, programas de eficiência energética e economia de energia são comemorados a cada mês. Projetos com temas inovadores são premiados constantemente, porém quase nenhum deles faz uma referência, um incentivo, sequer, à segurança.

Então fica a pergunta, até quando? Quando haverá uma mudança para o setor elétrico? Quando haverá mais conscientização com relação a esse assunto que, diariamente, é palco de manchetes de jornais e revistas?

O Brasil procura alinhar as normas técnicas sobre a eletricidade e segurança com o mundo. Temos até feito muito mais do que a maioria dos países, mas ainda não é o suficiente.

Saem os dados inéditos sobre acidentes de origem elétrica de 2017

Profissionais de todas as modalidades se arriscam a projetar e instalar eletricidade e, muitas vezes, sem o conhecimento necessário, o que contribui muito para que acidentes de natureza elétrica ocorram.

Boa parte dos problemas ainda acontecem devido ao desconhecimento dos clientes ao efetuar a contratação do serviço. Com a falta de informação, há uma grande chance de contratar pedreiro para fazer um trabalho de eletricista e este, por sua vez, efetua um trabalho incorreto colocando em risco os moradores daquela residência.

Esperamos que um dia este cenário mude e que a conscientização tome conta da população. Quem sabe até mesmo uma política onde empresas possam investir uma porcentagem de seus lucros em segurança.

Faça a sua parte e junte-se à nossa causa. Leve informação a todos que necessitam e divulgue nosso projeto para que mais pessoas possam se beneficiar das informações sobre os acidentes ocasionados por origem elétrica.

 

Abracopel, trabalhando em prol de sua segurança e de seus familiares.

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10