Estruturas metálicas para shows, onde está o perigo?

Escrito por Webmaster 3 de outubro de 2012 0 comentários visto 772 vezes

Autor: Edson Martinho
Data: 22/02/2012

As estruturas metálicas utilizadas para palcos, arquibancadas provisórias, suportes de sistemas de som e iluminação apresentam um risco muito grande de choques elétricos, pois na maioria das vezes não são tratados com o devido cuidado. É importante frisar que este tipo de estrutura é temporária e, portanto, tem a flexibilidade de ser montado e desmontado, frequentemente, para que uma determinada situação aconteça. Aproveitando o carnaval que passou, exceto nas grandes cidades onde existem os Sambódromos, a maioria das cidades que apresentam carnaval de rua, o fazem em ruas de circulação da cidade e, nesta época do ano, montam estruturas para acomodar os foliões que querem assistir aos desfiles das escolas de samba. Em alguns lugares, palcos são montados para que bandas e cantores se apresentem, e por ai vai. Pois bem, estas estruturas, que na maioria das vezes são metálicas, podem ser fontes de acidentes, como o que aconteceu nesta semana com o cantor Junior, de uma dupla sertaneja do Rio Grande do Sul, Junior e Marcel, que ao tocar a estrutura que sustentava a iluminação do palco, sofreu uma descarga elétrica tendo uma parada cardíaca e falecendo minutos depois no hospital em Santo Ângelo – RS. Outros acidentes acontecem com este tipo de estrutura principalmente nas montagens e desmontagens, quando ao manusear as pessoas, quase sempre não são profissionais habilitados para essa função, podem tocar as peças metálicas em redes aéreas de distribuição de energia elétrica. Estes são só alguns exemplos de acidentes relacionados a estruturas metálicas temporárias e por este motivo devemos tomar todos os cuidados. O primeiro deles é o planejamento na montagem e desmontagem das estruturas, avaliando os riscos com relação ás redes aéreas. Depois de montadas, estas estruturas devem ser equipotencializadas através de aterramento em diversos pontos, e por último e, não menos importante, verificar, antes de liberar para uso, se nenhuma estrutura está energizada por alguma falha na montagem. O Carnaval já passou, mas as pessoas continuarão a montar e desmontar suas estruturas, por isso, fiquem atentos.

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10