Geração de energia por Sistemas Fotovoltaicos: cuidado com o risco!

Escrito por abracopel 8 de março de 2018 0 comentários visto 532 vezes

Por Eng. Edson Martinho

“Não se percebe, mas as placas chegam a ter mais de 700 volts e sem chave para desligar”.

 

O Brasil tem incentivado a energia através de fontes alternativas como eólica, fotovoltaica etc., e o sistema fotovoltaico tem sido o mais próximo de nós, já que, pelas regulamentações, é possível instalar um sistema fotovoltaico em cima do telhado da sua casa e gerar energia usando o sol.

Há dois modelos de instalação atualmente, chamados de On grid e Off grid. No primeiro, sua instalação não armazena energia, compartilhando a rede da distribuidora para complementar a energia nos horários em que o sistema não gera (à noite, por exemplo), e também, durante a geração, você pode “vender” para a distribuidora de energia, o excedente. Já no Off grid, você tem um sistema de armazenamento de energia em baterias e as utiliza quando o seu sistema para de gerar.

Ambos os sistemas são interessantes e com suas peculiaridades, participam da sustentabilidade do planeta e resolvem alguns problemas de energia, mas o que nos preocupa não é a sustentabilidade, mas sim a forma como estão sendo tratadas as instalações dos sistemas. Por ser um modelo de negócio rentável, surgiram muitos empresários que passaram a vender e instalar o sistema. Muitos sem o devido conhecimento técnico de formação, que então contratam profissionais, muitas vezes eletricistas de mercado, para então instalar os sistemas em seus clientes. Porém, na maioria dos casos, estes profissionais não conhecem os riscos que estão correndo, pois, ao subirem em um telhado, já passam a correr o risco da queda e estão sujeitos a cumprir a norma NR-35 do Ministério do Trabalho e Emprego, mas também não se atentam que em cada placa há tensão em nível CC, que já pode gerar um choque elétrico.

Ao interligar estas placas, passamos a aumentar o nível de tensão chegando à 700 volts ou mais (no caso de mini usinas pode chegar a 1500 Vdc). Estes valores já estão muito acima dos valores mínimos de tensão de segurança estabelecidos pela ABNT NBR 5410 que define 120Vcc como sendo valores aceitáveis, e ainda há um agravante nesta situação: o sol não possui uma chave de liga e desliga, então não há como desligar a tensão nas placas.

Pois bem, a preocupação da ABRACOPEL é exatamente com esta situação. Profissionais que desconhecem os riscos específicos deste tipo de instalação, mesmo que tenham participado de cursos básicos de NR-10, já que quase nenhum deles trata dos riscos em sistemas CC ou sistemas fotovoltaicos. Estes profissionais se colocando em risco de choque elétrico sem conhecimento serão as próximas vítimas (já recebemos informações de dois acidentes não fatais). Além disso, ao receber o choque, podem cair, já que trabalham em locais acima de 2 metros, podendo então ser vítimas da queda. Por esse motivo é que estamos emitindo este alerta, a ABRACOPEL não pode deixar que acidentes como estes aconteçam e por isso alerta:

A CAPACITAÇÃO EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS É TÃO IMPORTANTE QUANDO SABER INSTALAR!

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10