TCC sobre – Tipologia dos acidentes elétricos no Brasil

Escrito por abracopel 11 de janeiro de 2019 0 comentários visto 507 vezes

Os acidentes elétricos no Brasil ainda são maioria em inúmeros setores de trabalho. O país gasta milhões de reais, até bilhões, por ano, em decorrência desses acidentes. Apesar de se ter Normas Regulamentadoras acerca de como se deve proceder com segurança nas atividades elétricas, ainda não se é suficiente para proteger os trabalhadores. Com isso, apontar o perfil dos acidentes elétricos, como também as falhas mais comuns, torna-se uma ferramenta de orientação na prevenção de acidentes. Instituições como o Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS, Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade – ABRACOPEL, Ministério do Trabalho e Previdência Social – MTPS possuem registros de acidentes elétricos. Após análises, conclui-se que as maiores vítimas são homens entre 21 e 30 anos, com grau de escolaridade Ensino Médio Completo – EMC, que trabalham na região Nordeste do Brasil e com atividades de grau de risco três, e sofrem choques elétricos. A cada acidente não fatal ocorrem três
acidentes fatais. Conclui-se também, que executar atividades laborais sem a análise de riscos, planejamento e ordens de serviço, trabalhador autorizado, a não desenergização dos setores ou equipamentos e a falta do prontuário de instalações elétricas nos estabelecimentos, são os fatores
que mais contribuem para acidentes elétricos no Brasil.

Clique aqui para ler na íntegra

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10