Da diversão à fatalidade.

Escrito por abracopel 16 de abril de 2019 0 comentários visto 183 vezes

O Rio de Janeiro é um local muito conhecido por suas festas e “pancadões”. Jovens se reúnem em espaços de festas, terrenos abertos, se apertam, se esbarram, dançam, bebem e se divertem. Mas, infelizmente, neste final de semana, a festa acabou de outra maneira para uma estudante.

De acordo com publicação no site Eu, Rio, uma estudante de odontologia, de somente 20 anos, morreu após ter recebido um choque durante um festival de funk no Terreirão do Samba, espaço localizado no Centro do Rio de Janeiro, próximo ao Sambódromo.

Conforme publicado, a estudante e sua amiga se dirigiram à área Vip do evento, que estava delimitada por uma grade. Quando encostaram nela, as meninas receberam uma descarga elétrica, porém, somente uma delas acabou falecendo.

Amigos da vítima disseram que, em cima da grade, haviam fios se apoiando sobre ela, o que pode ter ocasionado a corrente elétrica. Relatos de outras pessoas, que também estavam na festa, foram com relação ao quadro de alta tenção, localizado próximo a uma poça d’água e grades dando choques na entrada dos banheiros.

Com certeza, percebe-se ai, um problema grave com as instalações elétricas mal dimensionadas.

Estruturas metálicas para shows, onde está o perigo?

Um descaso com os seres humanos.

Casos como este, nos levam a crer que, cada vez mais, o descaso com relação às instalações elétricas bem como, com a vida, está tomando grande proporção.

Arquibancada energizada.

As pessoas já não se importam se, no momento de organizar um evento, todas as condições para a segurança do local e também das pessoas, foi verificado. Muitas vezes, os organizadores estão preocupados somente com o retorno financeiro que terão, e com as despesas, deixando as pessoas e a segurança em segundo plano.

Quando um acidente ocorre por um descuido ou falta de atenção, já é bem difícil de aceitar, mas, quando o acidente ocorre devido ao descaso de terceiros, o problema é bem pior.

A vida deixou de ser prioridade, passando a ser tratada como um objeto, uma coisa qualquer. Ninguém está se importando com o outro, e parece que nem com eles mesmos.

Instalação elétrica é coisa séria, principalmente quando envolve um grande número de pessoas.

A Abracopel segue seu trabalho, conscientizando as pessoas para os perigos da eletricidade.

Lembre-se: Eletricidade é coisa séria, não brinque com a vida.

Siga a Abracopel nas redes sociais @abracopel

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10