Profissionais da construção civil são as maiores vítimas de acidentes com eletricidade

Escrito por abracopel 9 de março de 2015 0 comentários visto 2324 vezes

Pedreiros, pintores, eletricistas morrem por falta de cuidados simples.

Na semana em que acontece a Feicon Batimat, maior feira da construção civil da América do Sul, a Abracopel – Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade alerta para uma realidade que parece não preocupar este setor: o número de acidentes com morte de profissionais da construção civil.

Do total de 627 mortes por acidentes de origem elétrica que ocorreram no Brasil em 2014, 109 aconteceram na rede aérea de distribuição, destes, 63 foram com profissionais como pedreiros, pintores, instaladores de calhas e fachadas e eletricistas autônomos.

Estas 63 mortes poderiam ter sido evitadas com informação e cuidados simples, como a solicitação à concessionária de energia local para a proteção da rede durante a realização do trabalho. Outro descaso, por parte destes profissionais, é a falta do uso de EPIs e EPCs – Equipamentos de Proteção Individual e Coletivo que auxiliam nos cuidados ao se manusear a eletricidade. Isto deve fazer parte do planejamento do trabalho, com as devidas análises de risco.

Porém, o maior risco que estes profissionais sofrem é, realmente, a falta de conscientização para o uso da eletricidade. A Abracopel luta há 10 anos para que estes números diminuam, mas é uma batalha solitária, já que tais ações de conscientização precisam partir de todas as partes, sociedade e governo precisam se unir em torno deste tema que só em 2014 matou quase 2 pessoas por dia.

Na Feicon Batimat, feira que atinge diretamente estes profissionais, serão realizadas uma série de palestras gratuitas muito interessantes abordando temas como eficiência energética e sustentabilidade, porém nenhuma delas fala sobre segurança. A pergunta que fica é: POR QUE? Este não é um tema importante?

Segundo o diretor executivo da Abracopel, Eng. Edson Martinho: “após 10 anos ainda nos deparamos com inúmeros acidentes causados pela simples falta de conhecimento das pessoas com os riscos da eletricidade. Uma simples tomada alimentada em 110 volts pode matar um ser humano adulto, que dirá uma criança, mas as pessoas continuam a ignorar esta informação achando que um choque elétrico em casa é só para a pessoa ficar esperta. No caso dos acidentes nas redes por parte dos profissionais, 100% dos casos aconteceram por falta de planejamento e análise dos riscos para tomar medidas preventivas”.

Veja abaixo algumas notícias que saíram estes dias sobre acidentes envolvendo estes profissionais:
http://www.regiaonoroeste.com/portal/materias.php?id=112057
http://www.rotadasnoticias.com.br/index.php/index.php?option=com_content&view=article&id=11287:c&catid=78:cidade&Itemid=137
http://g1.globo.com/mg/centro-oeste/noticia/2015/03/morre-pintor-eletrocutado-ao-tocar-fiacao-em-loja-de-bom-despacho-mg.html

A Abracopel precisa da grande mídia ao seu lado, por isso criou o Prêmio Abracopel de Jornalismo que está em sua 9ª edição e que premia matérias que tenham abordado os riscos com instalações elétricas precárias. Aproveite este release e paute matérias sobre este tema (temos dados específicos de acidentes , com estatísticas desde 2007) e depois inscreva-se no prêmio. Além de conscientizar a sociedade, realizando uma ação social, você poderá ser premiado!

O regulamento do prêmio, você encontra aqui: http://abracopel.org/premio-jornalismo/9a-edicao-2015/regulamento-premio-2014/

 

LAMBDA COMUNICAÇÃO

Meire Biudes

11-4028-5451 * 11-99870-4994

www.lambdacomunicacao.com.br

meire@lambdacomunicação.com.br

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10