Férias da criançada: a relação dos acidentes com eletricidade nos últimos 3 anos

Escrito por abracopel 21 de janeiro de 2019 0 comentários visto 457 vezes
Desenho finalista na 7.a edição do Concurso Nacional Abracopel de Redação, Desenho e Vídeo

As férias chegaram. Para as crianças é só diversão. Para os pais: só preocupação. O período que compreende as férias escolares carrega consigo um aumento natural de acidentes dentro e fora de casa. Afinal, a criançada fica um tempo maior ‘procurando o que fazer’ e, naturalmente, acaba encontrando…

Para os pais resta a preocupação de estar sempre atentos, principalmente com os menores para quem a aventura é sinônimo de ‘encrenca’.

Aumento de acidentes elétricos

Para a Abracopel, este é um período em que crescem acidentes envolvendo eletricidade, principalmente na faixa etária entre 0 até 15 anos: em 2015 foram 63 crianças que morreram devido a acidentes envolvendo a eletricidade, em 2016, a boa notícia é que este número caiu para 48 mortes. Infelizmente, em 2017 o número subiu muito, passou para 75 mortes. É, sem dúvida, um número muito elevado se pensarmos que em 100% dos casos estas mortes são evitáveis.

Os meninos vão para a rua soltar pipa, muitas vezes perto de casa e da rede aérea. De acordo com dados da Abracopel, em 2015, 05 crianças morreram tentando resgatar sua pipa enroscada nos fios, em 2016 este número também caiu para 04 mortes e em 2017 foram 07 mortes. Se acrescentarmos as mortes causadas por fios partidos nas ruas – local onde a maioria da criançada fica olhando para o céu – foram mais 07 crianças mortas em 2015; em 2016 o número caiu para 05 mortes e em 2017, caiu novamente para 04 mortes.

Dentro de casa não é diferente: contato com tomadas sem proteção, extensões com fios desencapados, eletrodomésticos energizados, fios partidos dentro de casa são apenas alguns dos motivos que levaram 42 crianças e adolescentes à morte. Em 2016, foram 30 mortes nestas condições e em 2017, subiu novamente para 40 mortes.

Dado inédito do Anuário Estatístico.

Um dado inédito que sairá no Anuário Estatístico 2018-2019 da Abracopel, e que podemos passar para você, que faz parte de nosso mailing, é que no primeiro semestre de 2018, 38 crianças morreram por choque elétrico. Se a tendência se manter, teremos um novo aumento em relação à 2017.

Estes acidentes não ocorreram somente no mês das férias, eles se sucederam ao longo de todo o ano, porém é certo que o maior tempo livre oferece também maiores possiblidades de acidentes.

Por isso o alerta: pais fiquem atentos!

DENTRO DE CASA

Procurem verificar as condições de sua instalação elétrica. Ela está velha? Existem fios expostos? Procure um bom profissional eletricista e ‘dê uma geral’ na sua instalação. Se tiver crianças pequenas, coloque protetores nas tomadas, mas o mais importante: procure se informar sobre um aparelho chamado DR – Protetor Diferencial Residual. Ele é um dispositivo de proteção que é instalado no quadro de energia e sua principal função é salvar vidas – ele não permite que a corrente elétrica chegue até onde esteja acontecendo uma fuga. Exemplo? Seu pequeno coloca uma chave na tomada, antes que a eletricidade percorra o caminho até o dedinho dele, o DR desliga a eletricidade da sua casa inteira em milissegundos, não permitindo que ele receba a descarga elétrica – que, às vezes, pode ser fatal!

FORA DE CASA

Não permita que seus filhos soltem pipas perto da rede aérea. Naqueles fios, no alto do poste, a tensão é de 13.800v, sabe o que isso significa? Se estamos alertando para o perigo dos choques dentro de casa, onde a tensão é de 127 ou 220v, imagina o que acontece com 13.800v? Procure campinhos de futebol ou parques onde não existe fiação para que eles possam se divertir sem preocupação.

A Abracopel deseja que suas férias sejam somente de alegria e cansaço. Nada de sustos ou tragédias.

E para que os pequenos estejam sempre alertas sobre os perigos que a eletricidade pode apresentar, a Abracopel criou um Concurso Nacional de Redação e Desenho. Em 2019, estamos na 8ª edição deste Concurso que premia crianças entre 6/10 anos (categoria desenho), adolescentes entre 11 e 15 anos (categoria redação) e jovens entre 16 a 18 anos (vídeo). O concurso é aberto para as escolas públicas (estaduais, municipais, federais e do sistema S – Senai, Sesi, Sesc e Senac). Entre no site da Abracopel e se informe como participar!

CLIQUE AQUI PARA O CONCURSO DE REDAÇÃO E DESENHO

Para mais informações sobre estatísticas, dados e dicas sobre os riscos com a eletricidade, entre em contato.

Meire Biudes

Lambda Comunicação

www.lambdacomunicacao.com.br

Assessoria de Imprensa

11-99870-4994

Siga-nos

parceiros Abracopel

parceiros Abracopel

Vídeo

Webinar - Contratando profissionais que atendam a NR-10